Encontre no blog

13 abril 2014

O som e o silêncio (parte 1)


Não é preciso dizer que o espaço escolar não é um espaço muito propício para as aulas de música. Além de muitas vezes não terem uma sala adequada, com espaço, acústica e instrumentos apropriados, temos que realizar nossas aulas ao lado de outras salas que, mesmo sem se utilizarem da música, são muito barulhentas!

O espaço escolar é um espaço cheio de barulhos que quase sempre atrapalham o bom andamento da atividade dentro da sala de aula. Quem nunca precisou fechar as janelas e/ou desligar o ventilador porque não conseguia vencer o barulho dentro e fora da sala de aula?

Foi por isso que optei começar minhas aulas de música em uma escola aqui em São Carlos, trabalhando o som, a escuta, mas, principalmente o silêncio! Afinal, precisamos aprender a ouvir para conseguirmos perceber as músicas, e sem silêncio não conseguimos fazer isso!

O silêncio, portanto, é o tema das minhas aulas durante esse primeiro bimestre!
E foi dentro desse tema que resolvi trazer para os alunos do 4º e 5º ano a música "O Silêncio" do Arnaldo Antunes e do Carlinhos Brown.



Essa é uma música bacana que fala sobre os barulhos que são tão comuns na nossa sociedade. A letra diz:


antes de existir computador existia tevê
antes de existir tevê existia luz elétrica
antes de existir luz elétrica existia biciclet
antes de existir bicicleta existia enciclopédia
antes de existir enciclopédia existia alfabeto
antes de existir alfabeto existia a voz
antes de existir a voz existia o silêncio

Os alunos foram convidados a listarem todos os objetos que eles usavam no dia a dia e que faziam barulho: televisão, celular, microondas, rádio, carro, etc. E depois deveriam listar os objetos que eles usavam e que não faziam barulho: e então eles perceberam que todos os objetos que eles usavam, mesmo quando aparentemente não produzissem nenhum barulho, quando em atrito ou em outra situação, acabavam fazendo algum som!

E a música diz algo parecido:
o silêncio
foi a primeira coisa que existiu um silêncio que ninguém ouviu
astro pelo céu em movimento
e o som do gelo derretendo
o barulho do cabelo em crescimento
e a música do vento
e a matéria em decomposição
a barriga digerindo o pão
explosão de semente sob o chão
diamante nascendo do carvão
homem pedra planta bicho flor
luz elétrica tevê computador
batedeira, liquidificador
vamos ouvir esse silêncio meu amor
amplificado no amplificador
do estetoscópio do doutor
no lado esquerdo do peito, esse tambor

Chegamos a conclusão de que o silêncio não existe, mas que mesmo assim buscar diminuir a quantidade de ruídos é necessário -- já que tudo, de uma forma ou de outra produz som!

O trabalho nessa escola está começando... Será que vamos vencer o barulho até o final do ano?
E você, o que faz na sua escola, na sua turma, para diminuir os barulhos que atrapalham a sua aula?

Nenhum comentário:

Postar um comentário