Encontre no blog

08 outubro 2013

"Escola e Educação Musical"

Olá pessoal, como estão?
Já faz um bom tempo que estou querendo falar desse livro aqui, mas confesso que fiquei enrolando :) Mas agora está aqui as minhas impressões do livro Escola e Educação Musical: (des)caminhos históricos e horizontes da Rita Fucci-Amato!


O livro é dividido em praticamente quarto partes (não são as divisões dos capítulos):

A primeira parte mostra todo o caminho que o ensino formal de música teve no Brasil desde a chegada dos portugueses. Achei interessante que ela não negou a prática musical que já existia com os indígenas, apenas focou no formalismo que foi trazido de Portugal. Ela constrói um caminho histórico de como a música e a educação musical, como prática formal, se estabeleceu; como a ascensão da cultura pianística teve influencia no ensino de música e na sociedade. Apresenta também os decretos que instituíam o ensino de música nas escolas, bem como as políticas destinadas a sua aplicação.

A segunda parte apresenta o programa pedagógico de Villa Lobos, sem dúvida, um marco importantíssimo na história da educação musical do Brasil. Ela mostra quais eram os objetivos educativo-musicais e também os objetivos político-sociais da sua proposta, a temática das canções utilizadas, a busca e a preocupação com a formação dos professores. Mas também mostra os pontos fracos, que levaram ao fim do canto orfeônico.

Na terceira parte, então, a autora mostra os descaminhos que a educação musical passou a enfrentar, desde a Educação Artística, e depois com as Artes, até chegar no momento em que nos encontramos, que é da aprovação da lei 11.769, que deixa claro que a música deve ser um dos componentes curriculares obrigatórios - sem, no entanto, clarificar muitas outras questões. Nessa parte, ainda é apontados algumas possibilidades para o trabalho musical dentro da escola, e a utilização do canto, da voz, é uma aposta.

Por fim, na quarta parte, são apresentadas, como a própria autora coloca, "10 desafios da educação musical na escola", que seriam eles: preparar o educador, valorizar a matéria, propiciar o acesso à(s) cultura(s), lidar com mudanças culturais, desenvolver saberes, habilidade e competências, integrar teoria e prática, trabalhar a interdisciplinaridade, praticar o multiculturalismo, integrar a tecnologia, expandir-se para além da escola. São 10 desafios, que, ao meu ver, são muito pertinentes e que devem mesmo ser enfrentados para garantirmos uma educação musical de qualidade nas nossas escolas!



O livro é muito interessante, muito curioso e possui uma leitura muito fluida. Parte desde o passado, mostrando a história, para que a gente consiga compreender e enxergar com mais maturidade o momento histórico que estamos vivendo agora. Leitura obrigatória!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário