Encontre no blog

27 agosto 2013

Musicalização para Bebês (parte 1)

Olá pessoal,

Nos dias 20, 21 e 22 de junho aconteceu a III JEEM (Jornada de Estudos em Educação Musical) em São Carlos, entre várias coisas legais que assistimos na JEEM tivemos o mini-curso; "Vamos cantar, dançar e brincar com bebês?" com Juliane Raniro, então pensei em postar e falar um pouquinho sobre Musicalização para Bebês.

A primeira coisa que me perguntam quando digo que dou aula de Musicalização para bebês é "mas os bebês aprendem a tocar instrumentos?" e lógico que a resposta é não. Mas então para que serve a musicalização para bebês? Violeta Gainza diz que “o objetivo específico da educação musical é musicalizar, ou seja, tornar um indivíduo sensível e receptivo ao fenômeno sonoro promovendo nele, ao mesmo tempo, respostas de índole musical.”

Muitos educadores e pesquisadores apontam também que a interação da criança com a música começa muito cedo, para Josette Feres a  palavra musicalização  deve  ser  vista  como  algo  além  do ensino de leitura e escrita musical, para ela: “Pode-se dizer que uma pessoa musicalizada é aquela que  tem sensibilidade mais  desenvolvida  para  perceber  os  fenômenos  musicais  e  que  sabe expressar-se  por  meio  da música  cantando,  assobiando  ou  tocando  um instrumento", bem parecido com o conceito de Gainza né? e assim fica mais fácil entender o que fazemos em uma aula para os bebês, a ideia não é que toquem e sim que tenham experiências musicais prazerosas, dançando, cantando e principalmente brincando na presença dos adultos que amam e de outras crianças. E, a partir deste contato, intuitivamente é possível que sejam internalizadas noções de pulso, de altura, intensidade sonora, e ritmo, o que posteriormente pode ajudar em seu desenvolvimento musical. 

Existem muitos educadores especializados em Musicalização para bebês, e apesar de seguirem filosofias parecidas existem algumas variações entre cada um deles. Nesta postagem vou falar um pouco o ponto de vista de Josette Feres sobre o assunto, autora de vários livros, entre eles um chamado "Bebê, música e movimento", que é um livro muito didático. Além dos livros, existe a Escola de Música de Jundiaí, onde todos os anos são oferecidos cursos para educadores. Vale a pena conferir se você busca se aprofundar no assunto.

Para Josette alguns dos objetivos da musicalização para bebês são:



  • estimular maior ligação afetiva entre a mãe (pai ou cuidador) e o bebê
  • proporcionar ao bebê momentos de prazer junto a quem ama.
  • contribuir para o resgate do patrimonio cultural através de musicas folclóricas e populares.
  • dar modelos de interação musical, fornecendo repertório para os adultos brincaderem com as crianças
  • proporcionar a criança um ambiente onde terá oportunidade e liberdade de criar
  • estimular o canto e a fala. a criança aprende a cantar ao mesmo tempo que aprende a falar
  • dar oportunidade da criança ter contato com outras crianças numa atmosfera expressiva e agradável
  • ensinar a criança a respeitar regras e conhecer limites.
  • desenvolver a musicalidade, a sensibilidade, a percepção auditiva a psicomotricidade e o senso ritmico.
  • densenvolver a sociabilidade

Lindo né? Mas como fazer tudo isso? Em uma aula de uma hora no máximo? A resposta para essa pergunta vem na próxima postagem onde vamos falar um pouco sobre como são planejadas as aulas para bebês.








Nenhum comentário:

Postar um comentário