Encontre no blog

27 julho 2013

Dica de filme: Taare Zameen Par

Eu adoro quando eu posso aproveitar meu final de semana para assistir algum filme, por isso, vou indicar para vocês um filme belíssimo que eu assisti há um tempo atrás. Não é especificamente sobre música, mas é sobre Artes - e eu me identifiquei muito.

Como estrelas na Terra (Taare Zameen Par) - 2007


Ishaan é um garoto de 9 anos que tem muitas dificuldades para aprender na escola. Ele já esta na terceira série e não é capaz de escrever nem fazer pequenas contas. Se sentindo mal, ele disfarça essa sua incapacidade de aprender se distraindo sozinho e sendo mal educado. Apesar disso, Ishaan é muito sensível e criativo. O que ele mais gosta de fazer é desenhar - a parede do seu quarto é inteira desenhada!

Ironicamente, seu irmão mais velho é o melhor aluno da escola. O pai de Ishaan, dessa forma, o pressiona muito para que ele seja igual ao irmão. Sua mãe tenta a todo custo ajudá-lo nas tarefas de casa, mas nunca consegue bons resultados.

Ao serem avisados que Ishaan iria repetir pela segunda vez a terceira série, seus pais não sabiam mais o que fazer, e acabaram transferindo o menino para um colégio interno que se orgulhava de ter colocado "na linha" os piores alunos. Mas mal sabiam eles que o problema de Ishaan era muito maior.

No colégio interno nada foi feito de diferente para que Ishaan aprendesse e assim, cada dia mais, ele ia se afundando em uma tristeza profunda, até ficar visivelmente depressivo, perdendo o interesse por tudo, pela família e até mesmo pela pintura. Seus professores pouco se importavam e apenas o criticavam e o punham de castigo.

Um dia aparece um professor de Artes totalmente fora dos padrões daquela escola: ele chega cantando, dançando e ensina as crianças uma nova forma de perceber e fazer Arte. Ishaan no entanto pouco se interessa pelo novo professor, o que o faz a tentar descobrir qual era o problema do menino. Ele começou a folhear os cadernos de Ishaan até perceber que o menino tinha dislexia. 

A partir daí o novo professor de Artes começa a propor inúmeras atividades em suas aulas para poder resgatar Ishaan do abismo, e até mesmo se propõe a ajudá-lo com as matérias das outras disciplinas. 

O final emocionante, que eu não vou contar (he he), nos faz pensar em quantas vezes já ignoramos um aluno sem nos preocupar em saber se havia algum problema com ele. Mostra que a Arte, por mexer com o sensível, com o abstrato, tem uma força muito grande que nós enquanto educadores musicais não podemos deixar de lado!

O filme é lindíssimo, super sensível e já entrou para a minha lista de favoritos!
Não deixe de ver! Dá para assistir online no site Saudade e Adeus

Nenhum comentário:

Postar um comentário